A verdadeira paz


A verdadeira paz

Há muitos anos, um rei criou um concurso para premiar o artista que melhor captasse, numa pintura, a paz perfeita. Muitos tentaram e, ao final, o rei gostou de apenas duas.
A primeira era um lago calmo e cristalino onde refletiam as imagens de montanhas e árvores que o ladeavam. O céu era de um azul perfeito e todos que fitavam a pintura, enxergavam nela um profundo conteúdo de paz.
A segunda pintura tinha um quebra-mar sobre rochas escuras e sem vegetação. O céu enegrecido, pontilhado por raios e trovões, precipitava uma grande tempestade. Definitivamente, essa pintura não revelava nenhum conteúdo de paz e tranqüilidade.
Mas, quando o rei observou mais atentamente, verificou que no alto das rochas havia um pequeno arbusto crescendo de uma fenda. Neste arbusto, encontrava-se um pequeno ninho e ali, no meio do mar revolto e céu tempestuoso, um pequeno passarinho descansava calmamente.
O rei então escolheu a segunda pintura e, diante de uma platéia surpresa explicou:
- A verdadeira paz não é estar num lugar calmo e tranqüilo, sem trabalho árduo ou sem dor. Paz significa que, apesar das adversidades e das turbulências da vida, permanecemos calmos em nossos corações. Esta é a verdadeira paz!

Diante de problemas e tormentas aparentemente insolúveis,
com paz no coração,
sempre achamos a solução.

Deus existe?


Deus existe?

Enquanto o barbeiro aparava seus cabelos, Pedro conversava e, entre outros assuntos, falava de Deus e suas obras. Até que o barbeiro incrédulo e impaciente disse:

- Deixa disso, meu amigo, Deus não existe.
- Por quê? indagou Pedro.
- Se Deus existisse, não haveria tantos doentes, pobreza, miséria e guerras neste mundo. Olhe em sua volta e veja quanta tristeza. Basta andar pelas ruas e enxergar.

Calado, Pedro pagou o corte e foi saindo, quando avistou na calçada um maltrapilho com longos cabelos, barba desgrenhada e suja, abaixo do pescoço.
Deu meia-volta e interpelou o barbeiro:

- Sabe, não acredito em barbeiros.
- Como assim? perguntou o barbeiro.
- Se existissem barbeiros, não haveria pessoas com cabelos e barbas compridas.
- Ora, meu amigo, essas pessoas não vão ao barbeiro porque não querem e eu não tenho culpa. Todas que vêm aqui eu atendo prontamente.
Pedro então retrucou:

- Ah... Agora entendo por que você não acredita em Deus.


Em geral, as pessoas só procuram Deus quando a necessidade aperta e a dor do sofrimento torna-se insuportável.

perfect music...

Amaoto [POTSURI] kokoro nurasu
amayadori [FURARI] iki wo kirashite

Sora miage mabuta sukoshi tojite
ano hi no koto wo mata omoidasu
furueru karada tomaranu namida
ame ni uttare toketa osanai kizuato

Anata wa naki nagara boku wo dakishimeta
furishikiru ame ni tsutsumarete...
tsumetai yo setsunai yo
chikata kono ame ni ima anata wo sukuitai

Tsukuri warai dake ga umaku natteta
ano hi boku ni nokoshita kasabuta no sei

Amaoto kikoeru tabi ni utsuku...
chiisai tenohira de sotte kakushiteta

Nariyamanu toori ame kokoro wo nurashite
kono namida arainagashite yo
tsumetai yo setsunai yo
kowareta ano hi wo mou nidoto mitakunai...

Oto ga yami kaku ake kodou wo torimodosu
kumo ga [HIBI] wo hashirase hikari wo nozokaseru

totalmente...










Love, like a river, will cut a new path whenever it meets an obstacle.

com certeza é que...

Depois de algum tempo você aprende a diferença, a sutil diferença entre dar a mão e acorrentar uma alma. E você aprende que amar não significa apoiar-se, e que companhia nem sempre significa segurança. E começa a aprender que beijos não são contratos e presentes não são promessas. E começa a aceitar suas derrotas com a cabeça erguida e olhos adiante, com a graça de um adulto e não com a tristeza de uma criança. E aprende a construir todas as suas estradas no hoje, porque o terreno do amanhã é incerto demais para os planos, e o futuro tem o costume de cair em meio ao vão. Depois de um tempo você aprende que o sol queima se ficar exposto por muito tempo. E aprende que não importa i quanto você se importe, algumas pessoas simplesmente não se importam... E aceita que não importa quão boa seja uma pessoa, ela vai feri-lo de vez em quando e você precisa perdoa-la por isso. Aprender que falar pode aliviar dores emocionais. Descobre que se leva anos para se construir confiança e apenas segundos para destruí-la, e que você pode fazer coisas em um instante, das quais se arrependerá pelo resto da vida. Aprende que verdadeiras amizades continuam a crescer mesmo a longas distâncias. E o que importa não é o que você tem na vida. E que bons amigos são a família que nos permitiram escolher. Aprende que não temos que mudar de amigos se compreendemos que os amigos mudam, percebe que seu melhor amigo e você podem fazer qualquer coisa, ou nada, e terem bons momentos juntos. Descobre que as pessoas com quem você mais se importa na vida são tomadas de você muito depressa, por isso sempre devemos deixar as pessoas que amamos com palavras amorosas, pode ser a última vez que as vejamos. Aprende que as circunstâncias e os ambientes tem influência sobre nós, mas nós somos responsáveis por nós mesmos. Começa a aprender que não se deve comparar com os outros, mas com o melhor que pode ser. Descobre que se leva muito tempo para se tornar a pessoa que se quer ser, e que o tempo é curto. Aprende que não importa onde já chegou, mas onde está indo, mas se você não sabe onde está indo, qualquer lugar serve. Aprende que ou você controla seus atos ou eles o controlarão, e que ser flexível não significa ser fraco ou não ter personalidade, pois não importa quão delicada e frágil seja uma situação, sempre existem dois lados. Aprende que heróis são pessoas que fizeram o que era necessário fazer, enfrentando as conseqüências. Aprende que paciência requer muita prática. Descobre que algumas vezes a pessoa que você espera que o chute quando você cai é uma das poucas que o ajudam a levantar-se. Aprende que maturidade tem naus a ver com os tipos de experiência que se teve e o que você aprendeu com elas do que quantos aniversários você celebrou. Aprende que há mais dos seus pais em você do que você supunha. Aprende que nunca se deve dizer a uma criança que sonhos são bobagens, poucas coisa são tão humilhantes e seria uma tragédia se ela acreditasse nisso. Aprende que quando está com raiva tem o direito de estar com raiva, mas isso não te dá o direito de ser cruel. Descobre que só porque alguém não o ama do jeito que você quer que ame, não significa que esse alguém não o ama com tudo o que pode, pois existem pessoas que nos amam, mas simplesmente não sabem como demonstrar ou viver isso. Aprende que nem sempre é suficiente ser perdoado por alguém, algumas vezes você tem que aprender a perdoar a si mesmo. Aprende que com a mesma severidade com que julga, você será em algum momento condenado. Aprende que não importa em quantos pedaços seu coração foi partido, o mundo não pára para que você o conserte. Aprende que o tempo não é algo que possa voltar para trás. Portanto, plante seu jardim e decore sua alma, ao invés de esperar que alguém lhe traga flores. E você aprende que realmente pode suportar... que realmente é forte, e que pode ir muito mais longe depois de pensar que não se pode mais. E que realmente a vida tem valor e que você tem valor diante da vida! “Nossas dádivas são traidoras e nos fazem perder o bem que poderíamos conquistar, senão fosse o medo de tentar.”

Ó meu mengão, eu gosto de você =x


Penso eu. O que esta vitória significaria? Não desista? Acredite sempre? Pra mim ela serviu pra calar a boca de certos comentaristas idiotas da Rede Globo. O Jornalista perguntou a ele, o que ele tinha a dizer. Ele disse, prefiro não responder. Contudo, engrandeceu o São Paulo, já que é líder, e impôs que o Flamengo tem um time definitivamente fraco. Deu a perceber que o São Paulo iria estraçalhar o Flamengo.







Há! Mas foi esse gol que definiu a vitória. Um gol por cobertura que cobriu o "melhor" goleiro do Brasileiro, do time que possuía invencibilidade de 16 jogos seguidos. Isso é o que acontece quando se entra de salto alto, achando que a vitória já está garantida, ou, 'o time é fraco, não precisamos nos preocupar'.






Isso acontece! Sorriso de todos os torcedores rubro-negros. Ao meu ver achei uma covardia... mais de 60 mil contra apenas 11 do outro time ;x
Por isso, seja ganhando ou perdendo serei sempre flamenguista.

Comemoração como se fosse título? É claro. Alguns ironizaram, mas ao meu prospecto, acho que eles, como eu também, ficaram aliviados com menos uma batalha... e o fim da guerra se aproxima.